terça-feira, 24 de abril de 2012

A árvore e o meio ambiente

    Olá! Estou na maior correria pois vamos apresentar a nossa outra aula sobre o meio ambiente. Mas dei uma paradinha para postar uma pequena parte do nosso trabalho.
    Primeiro contaremos uma história, cuja adaptação é de minha autoria. Espero que gostem.

Adaptação da história O Passarinho e a Árvore de Jorge Linhaça

 A árvore gostava muito dos pássaros, porque aprendia com eles. Os pássaros viajam por muitos lugares e, por isso, sabem muitas coisas. Havia um passarinho que todas as noites  repousava sobre o galho de uma árvore, ali no alto da montanha. A árvore ficava feliz ao ver o passarinho chegar depois de fazer muitas estripulias durante o dia, e aconchegar-se ali nos seus galhos.
Conversavam por bastante tempo e o passarinho lhe contava histórias de como era o mundo além dos limites da visão da árvore que, enraizada, não podia sair do seu lugar.
- Passarinho, meu amigo, que me contas de novidades? Por onde andaste hoje?
- Ah, dona árvore, hoje voei para além do lago, encontrei lugares novos, vi tapetes de flores nas casas dos homens, eles chamam aquilo de jardim...
- É mesmo? E o que mais tu viste?
- Vi crianças brincando nas ruas, vi adultos sempre apressados, vi bandos de pardais a fazerem algazarra por entre os fios elétricos.
- Que bom amigo passarinho, eu bem queria poder ver tantas coisas, mas, ainda bem que tenho a ti, meu amigo, para me contar sobre o que eu não posso ver por não poder sair do lugar.
E assim conversavam eles todas as noites. Quando o sol já ia nascendo o passarinho cantava uma doce melodia que enchia de encanto o coração da árvore; e lá se ia ele para o seu dia a dia, batendo as asas coloridas e brincando com outros passarinhos.
Uma noite o passarinho voltou muito triste e assustado, Seu coração parecia que ia pular para fora do peito de tanto que batia acelerado.
- Amigo passarinho, que foi que te aconteceu? Por que estás assim assustado e triste?
- É terrível, é terrível... o que eu vi é terrível, repetia sem parar o passarinho...
- O que é terrível, passarinho? Insistia a árvore...
- Eu vi, minha amiga, eu vi, ninguém me contou... ai que tristeza... - O que você viu passarinho??
- Eu vi passarinhos presos em gaiolas, sem poder sair de lá... sem poder ver a beleza do mundo, sem poder voar alegremente como eu...ai dona árvore, que coisa mais triste...
- E como eles foram parar nas tais gaiolas?
- Não sei amiga árvore, fiquei com tanto medo que voei para bem longe, não tive coragem de me aproximar... ai que tristeza...que tristeza...
- Pobre amigo passarinho, o que pretendes fazer?
- Eu? Eu sou tão pequeno amiga árvore, que poderia eu fazer?
- Podias conversar com esses pássaros engaiolados e descobrir por que estão presos às suas gaiolas.
- Tem razão, dona árvore...
A noite se passou mais longa que de costume, o pássaro não conseguia dormir e árvore balançava os seus galhos para ninar o pássaro entristecido. Na manhã seguinte, nem bem saia o sol e lá se foi ele bater asas em direção às gaiolas que havia visto no dia anterior.
Ficou a voar em volta das casas até que finalmente viu colocarem para fora a gaiola de um canário. Ficou observando por muito tempo até ter certeza de que os humanos não estavam por perto e, cautelosamente, foi se aproximando até que tomou coragem para pousar no teto da gaiola.
E conversou com o pássaro preso na gaiola, ouviu sua história e foi contar para a dona árvore, que esperava ansiosa pela história.
- Ah, dona árvore, os homens o prenderam dentro da gaiola e ele não pode voar livre pelos campos, pousar nas árvores, brincar com as borboletas, como alpiste direto no pé, tomar banho no riacho ou no lago, e à noitinha não pode dormir no galho de minha amiga árvore.
- Ele sente falta da liberdade e fica sozinho na gaiola. Estou sem esperança, o que vai ser dos meus filhotes. – disse o pássaro quase sem voz.
A árvore, do alto de sua sabedoria de dezenas de anos a olhar os seres ao seu redor disse:
- Ah, meu amigo passarinho, não fique tão triste, tenho esperança nos homens ainda. Alguns já estão sendo ensinados desde pequenos, a amar e cuidar dos animais e saber que livre, o mundo fica muito melhor. E também aprendem que é preciso cuidar da natureza, não cortando as árvores, pois os pássaros constroem os ninhos nos seus
galhos.
Cuidam das plantas, não jogando lixo no chão ou no rio, reciclando... (aqui terá a participação das crianças)
    Depois cantaremos a música:


    Depois conto como foi e com fotos.
                                                                         Beijos

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...